Austin Stevens, de 29 anos, da Pensilvânia, foi detido após a filha morrer com ferimentos graves sofridos após ter sido violada.

Após o crime, a polícia recebeu um telefonema ao local que apontava para uma criança inconsciente. Ao chegarem ao local, ainda tentaram reanimá-la, mas a mesma acabou por ser transportada para o hospital onde acabou por ser declarado o óbito poucas horas mais tarde.

O pai terá pesquisado no telemóvel várias buscas no Google após a filha ter ficado inanimada. “Como saber se um bebé está morto” foi uma das pesquisas do homem.

Stevens chegou ainda a falar com duas mulheres nas redes sociais, sem ter mencionado o estado em que a filha se encontrava. Foi encontrada ainda uma fralda ensopada em sangue que Zara utilizava durante a violação.

O pai, treinador de futebol, foi acusado de abusar sexualmente a sua filha de 10 meses, Zara Scruggs. Segundo relatos do Mail Online, o homem é acusado de violência sexual agravada, abusos de menor, e por colocar em risco a vida de uma menor e outros crimes paralelos.

Segundo foi possível determinar pela autópsia, a pequena Zara, que tinha acabado de aprender a andar, sofreu um trauma retal e trauma contuso na cabeça.

Foi colocado sob fiança de um milhão de dólares enquanto aguarda audiência preliminar, marcada para 13 de outubro.