O Tribunal de Matosinhos decidiu absolver os dois suspeitos uma vez que existiam “dúvidas insanáveis” sobre a data, os autores, a forma e o local do crime.

Os suspeitos de terem matado e esquartejado uma mulher, cuja cabeça foi encontrada dentro de um saco de plástico, numa praia de Leça da Palmeira, foram absolvidos pelo Tribunal de Matosinhos.

Segundo adianta a TVI, o homem paquistanês, Waseem Haider, e a mulher tailandesa, Sangam Sawaiprakhon, acabaram por ser absolvidos por falta de provas.

Na leitura do acórdão, a presidente do coletivo de juízes, Susana Pinto, salientou que a prova produzida em audiência “não permite” credibilizar a tese do Ministério Público de que foram os dois arguidos os autores dos crimes em causa.

Face a esta decisão, os acusados, que estavam em prisão preventiva, foram imediatamente libertados.

DEIXE A SUA OPINIÃO