Sónia Fonseca voltou a falar da morte da filha, Valentina, que perdeu a vida às mãos do próprio pai e da madrasta.

A mãe de Valentina, Sónia Fonseca, deu esta terça-feira uma entrevista à SIC onde confessou que não percebe o que terá levado Sandro e Márcia a tirar a vida à pequena Valentina, mas suspeita que se terá tratado de um ato para tentar “calar” a menina.

“Penso que foi alguma coisa que ela viu dentro de casa dele e que ele (pai) com medo que ela dissesse alguma coisa, calou-a”, revelou Sónia.

Cama mas emocionada, Sónia afirma que nunca deu conta que Valentina pudesse estar a ser maltratada em casa do pai e que a criança vinha sempre feliz quando saía da casa deste.

“Nunca vi nada de anormal que me levasse a suspeitar”, acrescentou ainda que a madrasta era vista com olhos pela filha e que a tratava como uma “segunda mãe”.

Quem deu o alerta do desaparecimento da menina a Sónia foi a madrasta da criança. Desde então, a mãe da criança afirma que só ia a casa para tomar banho, pois tinha como único objetivo procurar e encontrar Valentina.

O mundo de Sónia desabou aos seus pés quando, através da televisão, soube que a filha tinha sido encontrado sem vida. Ficou em choque, não queria acreditar no que estava a ver.

“Disse que não era a minha filha, tinha que estar viva”, desabafou. “Cai no chão, não tinha forças”, conclui.

DEIXE A SUA OPINIÃO