Recusa casar a filha e é morto a tiro, em Vila Nova de Foz Côa

Recusa de casamento arranjado terminou em crime, em Vila Nova de Foz Côa.

Um homem de 40 anos morreu após ter sido atingido a tiro numa rua de Vila Nova de Foz Côa, na passada sexta-feira de manhã. Tudo indica que a recusa da vítima em aceitar um casamento arranjado para a sua filha adolescente tenha estado na origem do crime.

O homem foi encontrado caído no chão, na rua das Atafonas, num beco junto à casa onde estaria a residir há poucos dias. “À nossa chegada o homem estava em paragem cardiorrespiratória”, relevou António Nevado, adjunto de comando dos bombeiros, alertados para a ocorrência pouco depois das 09:0.

A vítima foi assistida no local por bombeiros e INEM e levada para o Serviço de Urgência Básica de Foz Côa, onde foi declarado o óbito.

De acordo com relatos de populares, tudo terá sido bastante rápido, sem que tenha havido uma discussão a anteceder os tiros. Os autores dos disparos fugiram imediatamente. O homem foi baleado no tórax.

Ainda segundo foi referido no local, a filha da vítima, que terá 14 anos, estaria prometida a outra família em casamento. Mas terá recusado contrair matrimónio, o que não terá sido bem aceite pelo pai do noivo e restante família. A vítima mortal terá saído em defesa da filha, sendo por isso assassinado.




Artigos relacionados