Mãe fez um vídeo em direto para as redes sociais.

Caso ocorreu durante a tarde desta quarta-feira, na Escola Básica de Vale Formoso, concelho da Covilhã.

Uma mãe dirigiu-se à escola para buscar a filha, Maria, com autismo e, alegadamente, encontrou-a trancada num pavilhão sozinha com um auxiliar de educação, na Escola Básica de Vale Formoso, pertencente ao Agrupamento de Escolas do Teixoso.

Revoltada com a situação, a mãe da criança fez um vídeo em direto para as redes sociais onde, de forma insultuosa, acusa a professora e funcionárias de isolarem a menina com autismo numa sala com um homem que a encarregada de educação desconhece.

Em diversos momentos do vídeo, a mãe, afirma que irá pedir transferência da filha para a escola de Belmonte, situada a cerca de 8 quilómetros de distância, e que irá contactar as autoridades para resolverem a situação.

Durante o vídeo é possível ver ainda a encarregada de educação a dirigir-se de forma desrespeitadora a todos os presentes naquela escola, inclusive a uma jovem anã, chegando a afirmar que esta “nem altura tem” para falar.

De acordo com as informações apuradas, o senhor acusado de ter ficado sozinho com a criança, trata-se de António, um auxiliar daquela escola, que desempenha a função há vários anos no agrupamento de escolas onde esta está agregada.

“É um homem humilde, educado, responsável e sobretudo sério. A minha filha frequentou a escola onde este Sr. trabalhava nos anteriores anos letivos e a opinião existente de forma geral é que sempre foi correto para todos os alunos”, revelou o pai de uma das crianças que já esteve ao cuidado educacional de António, acrescentando que devem ser ouvidos os dois lados da história.

A professora justificou o sucedido, com o facto de Maria “estar muito agitada” e a profissional de educação estar com medo que magoasse outros alunos, chegando mesmo a “atirar com uma cadeira” a alguém. A menina foi então isolada pavilhão, com António, auxiliar da escola.

Veja o vídeo publicado pela mãe e amplamente divulgado nas redes sociais:

DEIXE A SUA OPINIÃO