Imagem ilustrativa.

Crianças estudam no chão do cais de uma estação de comboios.

Portuguesa de 37 anos vive com os dois filhos menores, de 8 e 13 anos de idade, na rua, em Paris. O caso foi avançado pelo jornal francês Le Parisien numa reportagem sobre a vida quotidiana dos menores que não têm uma casa na Île-de-France.

A reportagem revela como é a vida destas duas crianças, estudantes, que são as primeiras a chegar ao recinto escolar, em Athis-Mons e os últimos a sair porque quando a campainha toca, no final das aulas, são colocados na rua – lugar onde vivem com a mãe.

As duas crianças portuguesas foram acompanhadas durante um dia pelos jornalistas responsáveis pela reportagem e, mesmo sem condições, fazem os trabalhos da escola e estudam, ajoelhados no chão gélido do cais, com o banco a servir de secretária, de uma estação da rede regional de comboios da Île-de-France.

Segundo o jornal, a mãe e as duas crianças foram colocadas na rua por falta de lugares nas pensões sociais de apoio aos sem-abrigo, por falta de vagas na habitação social e pela falta de emprego estável que pague as rendas de habitação cada vez mais altas na capital francesa.

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estudos Demográficos francês, existem mais de 30 mil crianças que são sem-abrigo em França.

DEIXE A SUA OPINIÃO