Investigadores encontraram facas e serras com vestígios de sangue no apartamento do suposto criminoso. Os ossos da vítima, desaparecida em setembro, foram encontrados num parque de Berlim.

A polícia alemã prendeu o professor de matemática, um homem de 41 anos, sob suspeita de canibalismo, depois de terem encontrado ossos humanos desprovidos de carne num parque de Berlim.

Os investigadores disseram nesta sexta-feira na capital alemã que estão “a investigar tudo para descobrir os contornos do homicídio sexual com suspeita de canibalismo”.

O suposto criminoso foi preso nesta quarta-feira, contudo, a polícia não revelou o nome do suspeito, mas o tabloide Bild, identificou como Stefan R., professor de matemática e química de uma escola de ensino secundário.

A vítima, Stefan T., de 44 anos, estava desaparecida após deixar o seu apartamento pouco antes da meia-noite no começo de setembro. Em outubro, a polícia estava à procura de quem pudesse ter tido contato com ele através de uma plataforma de namoro e relacionamentos.

Os ossos da vítima foram encontrados a 8 de novembro por transeuntes, num parque no bairro de Pankow, no norte da cidade. A análise forense atestou tratar-se dos restos mortais de Stefan T.

Outras investigações, usando inclusive cães farejadores, levaram ao suspeito de 41 anos, segundo a polícia. “Com base nos ossos encontrados, que foram completamente despojados de carne, e outras evidências, suspeitamos fortemente que Stefan T. tenha sido vítima de um canibal”, disse um agente ao Bild.