Abusos aconteceram no parque Parque Molinológico de Oliveira de Azeméis.

Crime aconteceu no ano de 2017, quando a jovem tinha 15 anos de idade.

Um homem de 21 anos, acusado de violar uma menor, no Parque Molinológico de Oliveira de Azeméis, foi sentenciado pelo Tribunal da Feira a dois anos de prisão, com pesa suspensa, verificando-se o crime de violação agravada sobre a jovem, que na altura em que aconteceram os abusos, tinha 15 anos de idade.

O homem terá ainda que pagar uma indemnização de 1800 à vítima. O arguido beneficiou de um regime especial para jovens e pelo facto de estar inserido socialmente e profissionalmente, não tendo antecedentes criminais.

O arguido vai ainda ter que frequentar um curso para agressores sexuais e, durante nove anos, não poderá exercer qualquer profissão que se relacione com guarda ou cuidados a crianças.

Os factos remontam a abril de 2017, quando a vítima, na companhia de dois amigos se dirigiu ao Parque Molinológico de Oliveira de Azeméis. O arguido apareceu no local e foi ter com estes três amigos que ali estavam em passeio, de acordo com a acusação.

Pouco tempo depois, a vítima e o agressor acabaram por ficar sozinhos numa zona de mato, enquanto os restantes amigos se foram embora daquele local. O rapaz aproveitou esse facto e começou a beijar a rapariga, acabando por ter relações sexuais com ela, relações essas que não foram consentidas e com vários pedidos da vítima para que o agressor parasse com o que estava a fazer.

O arguido terá usado a força para continuar a relação não consentida.