Paulo Gonçalves morreu este domingo, com 40 anos

O motociclista Paulo Gonçalves perdeu a vida no Dakar 2020, na Arábia Saudita, este domingo. O piloto português de 40 anos morreu após uma queda refere a organização do Dakar em comunicado.

A queda fatal terá acontecido ao quilómetro 276 da sétima etapa da corrida, entre Riade e Wadi-al Dawasir, que se realizava este domingo.

“A organização recebeu um alerta às 10h08 [horas locais] e enviou um helicóptero médico que chegou ao piloto às 10h16 encontrando-o inconsciente depois de uma paragem cardiaca. Depois da reanimação no local, o competidor foi levado de helicóptero para o hospital de Layla, onde foi pronciado morto”, escreveu a organização da prova.

Segundo adianta o El Espanol, o piloto australiano Toby Price (KTM), vencedor da última prova do Dakar, ainda tentou ajudar o português.

No sábado o piloto português deixou no Instagram um vídeo onde fez um “breve resumo” sobre a prova que estava a realizar.

“Comecei o rally de forma regular. Infelizmente, no terceiro dia, tive um problema mecânico que quase me colocava fora da corrida. Consegui resolver, mantive-me na corrida. A partir desse dia o objetivo foi alterado, obviamente” começa por dizer. “

“Sem conseguir um bom resultado final passei a tentar a disputar cada dia como se fosse uma corrida nova. Consegui bons resultados até ao momento. Consegui ser 4º numa etapa, 8º e 1oº” continuou.

Paulo Gonçalves tinha 40 anos e era a sua décima-terceira participação na prova. O piloto português conseguiu ficar no top 10 por quatro vezes, e ficou segundo classificado em 2015, atrás do espanhol Marc Coma.