Numa publicação partilhada no Facebook, o piloto australiano, Toby Price, primeiro a chegar junto do português, revela que o acidente aconteceu já depois do reabastecimento.

“A etapa de ontem estava a começar bem, num ótimo ritmo e a senti-se bem na moto até ao reabastecimento.” começa por revelar o australiano.

“O Paulo partiu para a etapa cinco minutos antes de mim e o pior aconteceu. Passei uma pequena duna e vi um piloto caído. Era o Paulo. Pensei logo no pior porque sabia que era sério”, relatou Price.

“Pedi ajuda de imediato e ajudei a colocá-lo de lado. Tentei chamar mais alguém para prestar ajuda e foi quando chegou o [eslovaco] Stefan Svitko [um campeão] e ajudou no que pôde”, revela Toby.

“Quando o helicóptero médico chegou já estavam a fazer manobras de reanimação, os médicos juntaram-se a eles e fizeram o que puderam. Ajudámos a segurar os sacos de soro, arrastar os sacos e equipamentos médicos e a desviar os outros condutores à volta daquela cena horrível.

Todos deram o seu melhor, mas já não havia muito a fazer. Ainda ajudei a levá-lo para o helicóptero pois era o mais correto a fazer. Fui o primeiro a estar ao seu lado e quis ser o último a sair.

Sentimos a tua falta e o teu sorriso #speedy.

Os meus últimos 250 quilómetros foram muito duros, fiquei desidratado por causa das lágrimas. Nem estava preocupado com o resultado, nem queria saber.” acrescentou.

Obrigado a todos pelas mensagens de apoio em todo o mundo, especialmente as de Portugal com todas as palavras simpáticas que me enviaram. Nós somos humanos e isto não passa de uma corrida, eu desistiria de todas as minhas vitórias para que qualquer um dos meus companheiros de corrida voltasse a estar connosco.” termina o australiano.