Sandro Bernardo e Valentina Fonseca.

Sandro Bernardo conta a sua versão de factos às autoridades. Valentina Fonseca foi encontrada sem vida deste domingo.

O pai de Valentina, de 32 anos, e a madrasta de 38, foram detidos por serem os principais suspeitos da morte da menina de nove anos. Sandro Bernardo, confrontado pelas autoridades judiciais, revelou que se tratou de um acidente a filha morreu na noite da quarta-feira passada.

Sandro, o pai da criança, estava a exigir à pequena Valentina que lhe contasse a verdade sobre os boatos de ela ser vítima de abusos sexuais. Nessa altura, a criança foi tomar banho e o pai pressionou-a a confessar os boatos.

Segundo o pai, a menina teve convulsões nesse momento e acabou por morrer. De acordo com a mesma versão de factos, Márcia, a madrasta, não se encontrava na casa de banho daquele momento e afirma que não ajudou a esconder o corpo. Sandro confirma a versão da mulher.

O corpo da menina acabou por ser transportado no banco de trás de um ligeiro de passageiros para um eucaliptal, a pouco mais de cinco quilómetros da residência, e escondido com ramos de vegetação.

Apesar desta versão do casal, o filho mais velho da madrasta, um menino de 12 anos, revela que viu Valentina a entrar dentro da casa de banho com os adultos mas que não os viu sair, pois mandaram-no ir dormir.

DEIXE A SUA OPINIÃO