“Olá Mamã. Desculpa, não queria que ficasses zangada comigo por ter vindo ao mundo…” A mensagem emocional aos pais do bebé abandonado

Olá Mamã,

Desculpa, não queria que ficasses zangada comigo por ter vindo ao mundo. Ainda muito antes de nascer, já te amava, tal como pensava que também me irias amar para o resto da minha vida.

Desculpa, mas mesmo assim, depois de me teres abandonado num caixote do lixo, ainda sinto a tua falta.

Sabes mamã? Preciso do teu abraço, do teu carinho, do teu colo, mas essencialmente do teu amor.

Desculpa mamã, mas não entendo. Onde estás? Onde está o Papá? Porque é que me abandonaram? Porque é que estou rodeado agora de tão boas pessoas, mas na verdade só queria o vosso colo e amor.

Agradeço aos senhores que me encontraram, estava frio, estava quase a partir deste mundo, e Deus deu-me mais uma chance para voltar a nascer. Já viste mamã? Nasci duas vezes!

Tão pequeno, e já tenho tanto para te contar a ti e ao Papá. Mas não sei onde estão, e as mãos que me acariciam o rosto não são as vossas, aquelas que eu queria imenso, para que ao anoitecer me pudessem aconchegar na minha cama, com um beijinho de boa noite, só pedia isso.

Desculpa mamã. Desculpa papá.

Agora que terei a oportunidade de ser feliz, quero que saibam que no fundo, o meu coração estará sempre convosco, na esperança de um dia tentar entender o porquê, o porquê de me fazerem isto, e irei perdoar, porque o meu amor por vocês será sempre eterno.

Sou tão pequeno, e já sinto tanta dor dentro de mim, e talvez nunca ninguém me possa entender, mas, termino…

Amo-te mamã. Amo-te papá. E mais uma vez peço desculpa se vos fiz algo, mas eu não pedi para nascer, mas mesmo assim, o meu amor por vocês sempre foi e sempre será verdadeiro.

Um beijo do vosso filho que vos ama para todo o sempre mesmo sabendo que esse amor não é recíproco… ❤️😔

Texto: Mário Gonçalves




Artigos relacionados