Francisco Macau, um personal trainer que conta com milhares de seguidores no Facebook, decidiu numa das suas publicações dar a sua opinião em relação à condecoração de Rui Pinto.

Esta ideia surgiu mais concretamente nos últimos dias, após a Plataforma de Proteção de Denunciantes na África (PPLAAF) ter confirmado que recebeu do jovem português dados relacionados com as recentes revelações sobre a fortuna da empresária angolana Isabel dos Santos.

No texto, partilhado juntamente com uma imagem de Rui Pinto, pode ler-se:

“Não sou político.
Não tomo partidos.
Não emprenho pelos ouvidos.
Tenho uma opinião.
E como o Facebook me pertence, escrevo o que quero e bem me apetece.

Na fotografia, Rui Pinto. O caso já é amplamente conhecido, não é necessário que faça aqui um ponto de situação.

O Rui Pinto está em prisão preventiva há 1 ano. O pai que violou a filha de 4 meses não está. O namorado que queimou a cara da ex com ácido, não está. Quem maltrata animais, também não.

O Rui Pinto está preso, porque os corruptos estão cá fora e estão com medo. O Rui Pinto tem uma bomba atómica nas mãos como disse e muito bem o Miguel Sousa Tavares.

Portugal é um país curioso. Os ladrões dos bancos com vários apelidos vivem todos em boas casas, estão todos bem montados, e com umas reformas chorudas.

O Rui Pinto deveria ser condecorado.

O Rui Pinto não é um criminoso.

E o Rui Pinto não deveria estar preso. Deveria sim estar a dirigir algum departamento na PJ porque o que ele fez, mais ninguém soube fazer.

No século XXI, um prisioneiro político.

Não conheço o Rui, mas como não devo nada a ninguém, digo de peito cheio que não é justo. Este rapaz merece justiça. E os ladrões que ficam com os meus impostos, deveriam estar no lugar dele.”