fbpx

Mulher tortura e quase mata filho de sete anos para chamar atenção do ex-companheiro

A mulher de 27 anos, terá torturado o próprio filho de apenas 7 anos para conseguir chamar a atenção do ex-companheiro, que nem será o pai da criança em questão.

A mulher, bombeira de profissão, tentou envenenar o menino com Clorofórmio, um líquido tóxico e corrosivo, através do soro, quando este já se encontrava no hospital.

Os crimes terão ocorrido entre abril e junho deste ano. Primeiro na casa onde mãe e filho viviam, depois já no hospital onde a criança tinha sido internada para tratar lesões graves provocadas pela própria mãe.

Segundo adianta a SIC a mulher pode ter a síndrome de Münchhausen, um transtorno em que as pessoas causam doenças a si próprias com o simples intuito de chamar a atenção de alguém.

Após ter sido ouvida em tribunal para primeiro interrogatório, o juiz decretou a prisão preventiva da mulher, que será bombeira em Óbidos.

É suspeita de crimes de ofensas à integridade física graves qualificadas. Arrisca uma pena de três a 12 anos de prisão.

O menino de sete anos continua internado no hospital D. Estefânia, está estável e a recuperar.




Artigos relacionados