Foi agredido em Massamá o motorista do autocarro que, no domingo passado, chamou a Polícia para denunciar a passageira Cláudia Simões, que alega ter sido depois espancada pelo agente da Polícia de Segurança Pública que a deteve.

O motorista daquele transporte público terá sido agredido no inicio da noite desta sexta-feira, numa altura em que ia começar um serviço. Caso deu-se na Avenida 25 de Abril, em Massamá.

O motorista ficou com vários ferimentos na cabeça e foi transportado para o Hospital de S. Francisco Xavier, em Lisboa. Os suspeitos, que o agrediram violentamente, puseram-se em fuga. O homem acabou por se refugiar dentro do autocarro e acabou por ser transportado para aquela unidade hospitalar.

Relembre-se que o motorista terá chamado um agente das autoridades que se encontrava de patrulha naquela rua, uma vez que a mulher em questão se recusava a “proceder ao pagamento da utilização do transporte da sua filha, e também pelo facto de o ter ameaçado e injuriado”.

“A cidadã, de imediato e sem que nada o fizesse prever, mostrou-se agressiva perante a iniciativa do Polícia em tentar dialogar, tendo por diversas vezes empurrado o Polícia com violência, motivo pelo qual lhe foi dada voz de detenção. A partir desse momento, alguns outros cidadãos que se encontravam no interior do transporte público tentaram impedir a ação policial, nomeadamente pontapeando e empurrando o Polícia”, revelam as autoridades.