Os 18 cães resgatados das mãos do cavaleiro tauromáquico João Moura encontravam-se com claros sinais de subnutrição, contudo, este garantiu que os animais estariam a receber cuidados veterinários.

Um dos 18 cães, acabou por não resistir e morreu na quarta-feira, após chegar à instituição em estado de extrema subnutrição e desidratação. Outros dois foram entregues a cuidados de particulares e os restantes ficaram ao abrigo de duas associações.

A página Amigos dos Animais Costa de Caparica partilhou imagens onde mostram a extrema magreza dos cães resgatados ainda no camião da GNR, referindo que um dos animais morreu ao cuidado de uma das família de acolhimento.

Após a investigação por parte da Guarda Nacional Republicana, foi apurado que “os referidos cães se encontravam subnutridos e que não lhes eram prestados os devidos cuidados de bem-estar animal”.

O cavaleiro que foi constituído arguido nega os alegados maus tratos, “Fui detido para ser ouvido pela GNR em Monforte, não foi em Tribunal. Tinha lá uns cães mais magros e alguém denunciou isso, mais nada”, explicou.

DEIXE A SUA OPINIÃO