Motorista de 59 anos tinha sido agredido violentamente no domingo e deixado em morte cerebral.

Philippe Monguillot, o motorista que tinha que foi espancado com extrema violência no último domingo, na cidade francesa de Bayonne, por não deixar um grupo de passageiros viajar sem máscara foi declarado morto esta sexta-feira, 10 de julho.

A notícia foi avançada pela agência France-Presse que cita uma filha do motorista.

O homem de 59 anos estava em morte cerebral desde domingo, após sofrer lesões graves na cabeça depois de ser esmurrado diversas vezes por um grupo de homens. Cinco pessoas foram detidas pelas autoridades francesas.

Tal como em Portugal, o uso de máscara também é obrigatório nos transportes públicos em França.

Após esta violenta agressão, vários motoristas de autocarros recusaram-se a trabalhar o que está a condicionar o serviço regional.

DEIXE A SUA OPINIÃO