Militar da GNR cumpria serviço no posto de Pataias, no concelho de Alcobaça.

Nuno Balsa, cabo da GNR, foi esta quarta-feira encontrado sem vida junto a uma estrada de terra batida por um morador que chamou os bombeiros e a Polícia.

O seu corpo foi encontrado no Casal dos Peixinhos, atrás da Mata dos Sete Montes, em Tomar. Estava prostrado no chão com sinais de ter sido atingido por um tiro.

A Polícia Judiciária investiga as causas de morte de Nuno Balsa, de 41 anos, mas tudo indica que se terá sido o próprio a pôr termo à sua vida. O corpo do militar, natural de Tomar, foi transportado para o Instituto de Medicina Legal de Tomar, onde será autopsiado.

De acordo com o relato de vários conhecidos do militar, Nuno Balsa estaria a atravessar uma fase depressiva.

“Mais um, dos muitos que nos últimos anos se suicidam. Algo de errado está a acontecer na sociedade e por arrasto nas Forças de Segurança. (…) São muitos casos seguidos, com maior incidência de 2010 para cá”, desabafou um outro militar da GNR nas redes sociais.

“Dentro de cada pessoa há dores que ninguém conhece, sacrifícios que ninguém viu, cicatrizes que ninguém cuidou. Há sentimentos que ninguém pode julgar porque ninguém chorou as mesmas lágrimas, sofreu a mesma dor…

Cada um de nós sabe o que tem no coração e que ninguém no mundo ode se dar ao de julgar”, pode ler-se ainda numa publicação feita por uma amiga de Nuno.

DEIXE A SUA OPINIÃO