fbpx

Menino de 8 anos diagnosticado com cancro terminal pede último desejo

Kyle, um menino de apenas oito anos, foi diagnosticado com um cancro terminal, cujo a taxa de sobrevivência é de 0%.

Segundo o jornal The Mirror, a mãe, Victoria Morrison, deixou o filho na escola, em Cheshunt, Inglaterra, e pouco tempo depois recebeu uma chamada para ir buscá-lo de urgência.

Quando chegou à escola, apercebeu-se que algo estava errado, “Ele estava a ter um derrame. O lado direito da face estava descaído. Era perceptível” revelou a mãe ao jornal.

A mãe levou o filho para o hospital logo de seguida. Os médicos quiseram examinar o menino e obrigaram-no a passar a noite no hospital, apesar dele dizer que se sentia bem e que queria ir para casa.

Na manhã seguinte, realizou uma ressonância magnética, e durante a tarde os resultados revelaram o pior. “Fui chamada para a sala e recebi a notícia de que ele tinha um tumor”, explicou Victoria ao jornal.

“É um tumor cerebral do sistema nervoso. O tumor está no tronco cerebral”, explicou a mãe.

Para ajudar o menino a aproveitar o tempo de vida que lhe resta, foi criada uma página em seu nome para angariar fundos. Até agora, mais de 420 pessoas doaram quase 12 mil euros para realizar o sonho de Kyle, visitar o Pai Natal na Lapónia.




Artigos relacionados