fbpx

Menina de cinco anos baleada na cara durante uma festa em Setúbal

A criança baleada terá sido levada para o hospital em estado grave, e a família mantém-se em silêncio sobre a localização da arma e a origem do disparo.

Sobre a ocorrência, o Comando Distrital da PSP de Setúbal, afirma que “não houve um tiroteio associado ao caso”, embora não possa “esclarecer as condições em que o disparo terá ocorrido”, apesar de as instalações da 2ª Esquadras ficarem próximas ao prédio onde a situação ocorreu. “Temos apenas conhecimento de que uma criança foi baleada e encaminhada para o hospital, tendo sido já no hospital que um agente identificou o caso e reportou ao Comando. Origem do disparo e autor continuam por identificar”.

A Polícia Judiciária de Setúbal revelou ao jornal O Setubalense que “a vítima tem etnia cigana e terá sido baleada em casa, com um tiro de caçadeira”.

Após ser levada ao Hospital de S. Bernardo, em Setúbal, por familiares, a criança foi encaminhada para o Hospital de São José, em Lisboa, onde ainda se encontra em estado grave.

Segundo revelou a Polícia Judiciária, “tudo aponta para um disparo acidental durante o manuseamento negligente de uma arma, até porque o local onde ocorreu é próximo às instalações da PSP, no bairro da Bela Vista e não foram registados conflitos, ou outras reacções, como acertos de contas”.

As autoridades revelam ainda que já foi estabelecido contato com os familiares da vítima mas que ainda não foi possível confirmar definitivamente o que está na origem deste disparo, com os mesmos a remeterem-se ao silêncio.

“E devido a medicação analgésica a menina também não está em estado para responder às questões colocadas pelas polícias”.

Quanto ao paradeiro da arma, até ao momento “é desconhecido”. Com todas as hip




Artigos relacionados