fbpx

Menina de 3 anos perde a vida nos braços do pai, um dia após receber alta médica

Uma menina de três anos morreu de septicemia, um dia após ter recebido alta do hospital com suspeita de gastroenterite.

Harper Aitken foi levada ao hospital após desenvolver uma erupção cutânea, ter uma temperatura elevada e apresentar ainda dores de garganta.

Após algumas horas nas urgências, os seus sintomas começaram a melhorar e os médicos acreditavam que ela só tinha uma dor de estômago.

Contudo, na tarde seguinte, os seus lábios ficaram azuis e a sua mãe, Lori Mullen, de 34 anos, levou-a para ver seu médico.

Enquanto esperava que fosse atendida, Harper desfaleceu nos braços do seu pai, que imediatamente chamou uma ambulância para levá-la com urgência para o hospital. Duas horas depois a menina morreu.

“Ela acordou com febre uma manhã e morreu na hora do chá no dia seguinte”, disse Miss Mullen.

Ela tirou a máscara de oxigênio e a última coisa que ela disse para mim foi: ‘Mãe, eu não gosto disto. Eu quero ir para casa’.

“O irmão dela, Cayden, nem sequer teve a chance de dizer adeus.” desabafa a mãe.

Miss Mullen, que está separada do pai de Harper, Andrew Aitken, 41, disse que a sua filha também estava com diarreia no dia anterior à sua morte.

Ela terá reparado numa erupção no estômago de Harper e temendo que sua filha pudesse ter meningite, chamada de ambulância.

Após exames rigorosos, confirmou-se que a criança sofreu uma septicemia, que é uma infecção grave do sangue, que ocorre quando o corpo dá uma forte resposta imunológica a uma infecção bacteriana noutra parte do corpo.

Por esse motivo, a mãe revelou o caso que aconteceu com a filha para chamar a atenção da comunidade para a septicemia, e para servir como advertência aos médicos para analisarem melhor os pacientes antes de dar alta a qualquer paciente.




Artigos relacionados