Vários profissionais de saúde têm recentemente lançado apelos nas redes sociais para que sejam tomadas medida mais drásticas na contenção ao novo coronavírus.

Pedro Melo Lopes, médico no Centro Hospitalar do Tãmega e Sousa, também deixou na segunda-feira um apelo urgente para que sejam tomadas medidas mais extremas.

“Cheguei agora ao Hospital. 
Confesso que estava longe da realidade e não tinha a mínima noção do que se estava a passar.

Neste momento de tensão tenho um APELO a fazer ao Primeiro Ministro e ao Presidente da República:

FECHEM AS FRONTEIRAS !!!
FECHEM AS EMPRESAS, AS LOJAS E TODOS OS CAFÉS !!!
O PAÍS TEM DE FICAR EM CASA!!!
TODOS SEM EXCEPÇÃO!!!”

Relembre-se que a partir das 23h00 de segunda-feira as fronteiras portuguesas com as espanholas foram repostas, e começou a ser feito o controlo sanitário, ficando encerradas as fronteiras durante um mês.

Isto quer dizer que “todas as deslocações que não sejam de mercadorias ou de trabalho estão a partir desta noite impedidas. Todas as circulações turísticas ou de lazer estão impedidas”, revelou o ministro da Administração Interna