Médico acusado / Mina Chowdhury

Um médico escocês mentiu a vários pais, dizendo-lhes que os seus filhos tinham cancro, de forma a assustá-los e obrigá-los a pagar por cuidados privados caros na sua empresa.

O médico convencia os pais a realizar exames na sua clínica privada em Glasgow, Londres.

O Dr. Mina Chowdhury diagnosticou erradamente pelo menos três crianças e, em seguida, recomendou exames e testes dispendiosos na sua empresa em Glasgow, Meras Healthcare, sem encaminhar as famílias para o os serviços nacionais de saúde.

Num dos casos, o pediatra de 44 anos disse à mãe que o seu filho de dois anos poderia ter “cancro de sangue ou um linfoma” e sugeriu seguir um tratamento em Londres, alegando que nenhum hospital na Escócia poderia realizar um electrocardiograma numa criança.

Num segundo caso, o médico contou aos pais de uma menina de 15 meses que ela tinha um nódulo na perna e era um “sarcoma de partes moles”, informa o Daily Record.

Chowdhury disse aos pais que um médico em Londres poderia realizar uma ecografia, ressonância magnética e biopsia dentro de dias.

A clínica do médico encontrava-se num período de crise financeira, e por isso o tribunal declarou que a conduta do médico foi motivada por motivos financeiros.

Não foi confirmada ainda qualquer tipo de punição após o julgamento que decorreu durante a terça-feira.