Área do Icebergue é sete vezes maior que a da cidade de Nova Iorque.

Está a caminho do Oceano Atlântico o maior icebergue do mundo. Denominado como A68 e tem uma área de cerca de 6 mil quilómetros quadrados.

O maior icebergue do mundo, libertou-se da Antártida no ano de 2017 e está a caminho do Oceano Atlântico. Este bloco de proporções gigantescas tem cerca de 6 mil quilómetros de quadrados e, na altura em que se soltou da plataforma de gelo Larsen C, pesava cerca de 1 bilião de toneladas.

O icebergue é de tal forma grande que a área do mesmo é equivalente a cerca de sete vezes a área da cidade de Nova Iorque. Os cientistas responsáveis pelo estudo deste icebergue, acreditam que o mesmo se irá partir em blocos assim que entre nas águas mais agitadas do Oceano Glaciar Atártico.

Apesar do icebergue ser muito extenso, tem apenas cerca de 200 metros de espessura – dimensão relativamente pequena para um icebergue.

“Com uma relação espessura/comprimento semelhante a cinco folhas de A4, fico surpreendido por as ondas oceânicas ainda não terem feito cubos de gelo no A68”, afirmou Adrian Luckman, da Universidade de Swansea, no Reino Unido. “Se sobreviver num único bloco, quando ultrapassar a borda do gelo marinho, ficarei muito surpreendido”, acrescentou.

O A68 esteve quase um ano sem se mexer, mas os ventos e as correntes começaram a empurrá-lo para norte. O icebergue segue um trajeto razoavelmente previsível, mas os cientistas estão atentos a possíveis riscos para o transporte marítimo.

Não existem provas que sustem a teoria de que este fenómeno possa estar ligado ao aquecimento global.

“Não temos evidências que possam ligar este evento às alterações climáticas. Embora o progresso geral do lado esquerdo da plataforma Larsen C de gelo para baixo da Península Antártida tenha sido associada ao aquecimento do clima, essa fenda parece ter-se desenvolvido durante muitas décadas e o resultado é provavelmente natural”, frisam os investigadores.

DEIXE A SUA OPINIÃO