Dois meses depois de conseguir vencer um cancro da mama, Sundee Rutter foi recebeu a notícia de que estava infetada pelo novo coronavírus.

Sundee, que tinha o sistema imunitário ainda fragilizado devido aos tratamento contra o cancro, veio a falecer no passado dia 16 de março, seis filhos perderam a mãe, no Hospital de Providence, nos Estados Unidos.

Com idades entre os 13 e os 24, os seis filhos reuniram-se fora do quarto de hospital para se despedirem da mãe com recurso a um ‘walkie-talkie’. Os jovens tinham perdido o pai há oito anos.

“Usámos um walkie-talkie e pusemos ao lado da nossa mãe, na almofada”, revelou um dos filhos, em declarações à CNN.

“Conseguimos dizer-lhe as últimas palavras antes de ela morrer. Consegui dizer-lhe o quanto a amava. É difícil saber o que dizer nesse momento”, revelou o jovem, acrescentado ainda que disse à mãe que “tudo iria correr bem com os seus filhos”.

“Nós, irmãos mais velhos, vamos fazer tudo para que os mais novos fiquem bem e para que se tornem adultos de quem os nossos pais teriam orgulho”, garantiu um dos mais velhos.

Sundee Rutter lutava contra um cancro da mama há uns anos, mas entrou em remissão no início do ano.

DEIXE A SUA OPINIÃO