Uma mãe britânica que encontrou o seu bebé sem vida no seu quarto de hotel durante as férias em família em Creta, pode nunca saber o que a matou.

A mãe, gerente de escritório, Rachael Fitzgerald, que se acredita ter 39 anos, esperou oito anos pelo seu primeiro bebé com o seu parceiro, Mark Maddocks.

Lara veio ao mundo em março de 2019 e em julho a família foi para Creta, onde fizeram as suas primeiras férias no exterior juntos.

Mas, na primeira noite da sua estadia no Village Heights Hotel, no resort grego de Hersonissos, Fitzgerald acordou e encontrou Lara deitada inanimada na sua cama.

Maddocks tentou reanimar a filha, mas acabou por ser declarada morta no local. Os testes foram realizados na Grécia na época, mas os especialistas não conseguiram encontrar a causa da sua morte.

Num inquérito que saiu a semana passada, um médico disse que os pais de Lara de Hale, de Altrincham, na Greater Manchester, talvez nunca viessem a descobrir o motivo concreto da morte inesperada da filha.

O casal já tentava há oito anos ter o primeiro filho, e tudo se encaixou com o nascimento da filha em março do ano passado, que nasceu com 40 semanas, Lara foi descrita como sendo a “menina perfeita com uma vida social maior do que muitos adultos”.

DEIXE A SUA OPINIÃO