Uma mulher de 36 anos morreu no seu apartamento um dia depois de ligar para o número de emergência com sintomas de Covid-19 e receber ordens para cuidar de si mesma em casa.

Mãe de três filhos, Kayla Williams morreu em casa no sábado. No dia anterior, o seu marido chamou paramédicos à sua casa em Peckham, no sul de Londres, informa o Guardian.

Fabian Williams disse que a esposa estava “sem ar, a vomitar e com dores no estômago”. O jornal afirma ter visto documentos que confirmam que os paramédicos a estavam a tratar como um caso suspeito de coronavírus.

Fabian, que trabalha na recolha de lixo, disse que Kayla estava com tosse, febre alta e dores no peito e no estômago, quando ligou para os serviços de emergência. “Enquanto conversava com eles, ela estava a piorar e eles disseram-me para colocá-la no chão e para deixar o corpo dela plano”, revelou o homem ao jornal.

Quando um paramédico chegou ao apartamento às 8h02, foi informado que o hospital não aceitaria a sua esposa porque “ela não é uma prioridade”.

A sua condição piorou e ela caiu inconsciente no apartamento no dia seguinte. As equipas médicas não conseguiram reanimar a mãe e o óbito foi declarado no apartamento.

DEIXE A SUA OPINIÃO