"Quem tem essa doença sou eu. Ela nunca me vai ter..."

Queixas de Lara foram, inicialmente, desvalorizadas pelos médicos.

Foi no passado dia 25 de setembro de 2019 que Lara Silva foi diagnosticada com cancro na mama. A jovem, de 23 anos de idade, é mãe de Enzo, de cinco anos, e foi este quem cortou o cabelo à mãe.

Numa publicação feita nas redes sociais, Lara contou aos seus seguidores que o médico lhe disse que tem um carcinoma invasivo, isto é, trata-se de um cancro da mama maligno.

“Após mil e um exames, semanas de espera, saiu o tão esperado resultado. Estamos no mês de outubro, mês de sensibilização ao cancro da mama e eu fui completamente apanhada de surpresa”, escreveu a jovem no Instagram.

No início do ano passado, a jovem sentiu um pequeno nódulo no peito direito, acabando na altura por desvalorizar a situação. Já em junho, depois de ter conversado com um casal amigo sobre o caso, decidiu marcar uma consulta no médico. A 20 de agosto, foi-lhe dito pela médica de família, sem antes ter feito nenhum exame, que “com a sua idade nunca poderia ser maligno”.

Depois da consulta com a médica de família, fez uma ecografia mamária e o profissional de saúde que viu o exame disse que à partida não seria nada de grave. No entanto, o médico que fez a ecografia valorizou muito mais a situação e foi pedido a Lara que fizesse uma biópsia.

Desde que a jovem foi diagnosticada com o cancro, esteve sempre muito ativa na rede social Instagram, onde partilha com os mais de 24 mil seguidores a sua luta contra o cancro. A 12 de novembro de 2019 deu início às sessões de quimioterapia, sendo que está a fazer o tratamento de duas em duas semanas.

Não foi preciso muito tempo até Lara começar a ver o cabelo a cair, revela a jovem através das várias publicações que faz na rede social. A jovem mãe conta que esperou que Enzo chegasse da escola, juntou as amigas e o namorado e disse ao filho: “Vou-te dar uma tesoura e vais-me cortar o cabelo”, revelando que o filho deu uma risada e ficou entusiasmado.

Ver esta publicação no Instagram

Podia ter sido de outra forma mas se fosse não seria a forma como eu esperei, idealizei. Ter cancro e ter um filho com 5 anos são duas coisas totalmente opostas, embora possíveis. Questionei-me e questionaram-me como é que eu lhe iria contar, como é que ele iria reagir, como iríamos percorrer este caminho sem o chocar. Este meu filho é tao forte. Um dia disse-lhe que estava doente, que era por isso que ia tantas vezes ao médico mas que de resto estava tudo bem. Hoje, decidi esperar que ele chegasse, juntei as minhas amigas, o meu namorado e disse-lhe “ vou-te dar uma tesoura e vais-me cortar o cabelo” ele começou-se a rir e ficou todo entusiasmado. Foi exatamente isto que eu idealizei para este momento, risos, brincadeira, felicidade. Nem tudo tem de ser mau, nem tudo tem de ser negativo. Ele adorou, eu fiquei aliviada e feliz por ele, todos nós ficamos contentes com o resultado. Tudo acabou em bem 💓

Uma publicação partilhada por LARA SILVA | INFLUENCER (@thisislarasilva) a

DEIXE A SUA OPINIÃO