Uma menina de oito anos perdeu a vida pouco tempo depois de ter sido mandada para casa após uma ida às urgências, no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal.

Após a situação, o Hospital Dr. Nélio Mendonça já reagiu à morte da pequena Lara. O diretor da Urgência Pediátrica põe de lado a possibilidade de ter existido “erro ou negligência”.

O diretor revela que que nesse dia a Urgência estava “muito calma” e sem atrasos, referindo ainda que o procedimento é sempre dar indicações a quem recebe alta para regressar em caso de agravamento dos sintomas.

Após ter sido enviada para casa no sábado, Lara sentiu-se pior no domingo e foi atendida no Centro de Saúde de Machico, sua área de residência , e transportada para o Hospital Dr. Nélio Mendonça, numa ambulância.

No entanto, a menina ficou inconsciente já na sala de triagem, entrou em paragem cardiorrespiratória e, apesar das tentativas de reanimação, acabou por não resistir, e perdeu a vida.

O Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira lamentou a morte da menina através de um comunicado, onde manifestou “pesar e tristeza”, garantindo ainda que “a situação está a ser alvo de análise e averiguação interna”.