Homem confessou os abusos e ficou sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência.

Os abusos aconteceram quando as filhas tinham 12 e 13 anos de idade, na Ilha Terceira, nos Açores. Passados cerca de três anos, uma das filhas decidiu denunciar o pai, atualmente com 60 anos de idade, acabando este por ser detido pela Polícia Judiciária (PJ).

O suspeito acabou por confessar o crimes e, como medida de coação, o juiz de instrução decidiu deixá-lo em liberdade, sem qualquer proibição de contactar as filhas. O homem acabou por voltar para casa.

As duas jovens sofreram vários abusos, separadamente, no local de trabalho do pai – uma oficina de mecânica, durante o verão do ano de 2017. O homem voltou a abusar das filhas em outros momentos mas acabou por parar e nunca mais se terá aproveitado das menores.