A história de uma jovem professora está a ganhar especial destaque nos Estados Unidos da América.

A professora, Rana Zoe Mungin, de apenas 30 anos, perdeu a vida na segunda-feira, vítima de Covid-19.

Rana acabou por ser internada ao fim de seis semanas depois de se ter queixado do primeiro sintoma da doença. Apesar da docente pertencer a um grupo de risco por sofrer de asma e pressão alta, os médicos recusaram-se em testá-la.

A jovem apresentou-se por duas vezes nos serviços de urgências, mas em ambas as ocasiões os paramédicos acabaram por ignorar os seus sintomas e enviá-la para casa.

Suspeita-se que Rana tenha contraído o novo coronavírus através da irmã, que trabalha num hospital.

Segundo um amigo próximo da professora, a condição dela foi classificada como sendo um “ataque de pânico” pela equipa de emergência médica.

Rana junta-se assim aos 65 funcionários escolares e 28 professores que já perderam a vida só nem Nova Iorque.

DEIXE A SUA OPINIÃO