O suspeito do homicídio é companheiro da vítima, que ainda está a monte.

Na tarde de ontem, 18 de outubro, pelas 15h15, um vizinho encontrou o corpo de uma mulher, com cerca de 30 anos, num anexo de uma habitação em Muge, no concelho de Salvaterra de Magos.

Ao lado do corpo o homem encontrou um pano, que terá sido usado para abafar os disparos realizados com a arma que matou a mulher.

O homem, de quem a mulher de 30 anos se tinha separado há 3 meses, atraiu a mulher para a casa do sogro que se encontrava desabitada desde que se tinha mudado para um lar.

A vítima, indica a estação de Queluz, terá sido atingida na cabeça pelo companheiro, que ainda está a monte.

O alegado homicida terá furtado a arma do crime ao avô, e após o crime o homem levou a filha da vítima, de cinco anos, para a casa da avó, no Barreiro, colocando-se em fuga de seguida.

A Guarda Nacional Republicana foi chamada ao local e tomou conta da ocorrência. Porém, o caso acabou por transitar para a alçada da Polícia Judiciária, já que em causa está um crime com arma de fogo.