A morte de Pedro Lima muito tristeza entre amigos, familiares e conhecidos, contudo, também veio com alguma polémica e discordância à mistura.

Paulo Abreu, chefe de redação da TV Guia, deixou um artigo com rasgados elogios ao ator, e também teceu duras críticas a uma série de “tristes que andam por aí, armados em atores e apresentadores”, e apenas com o interesse de “sacar dinheiro” com festas ou mentiras…

“Devo ter falado umas dez vezes com Pedro Lima. Não éramos por isso amigos, longe disso. Mas há umas coisas que sei sobre o Pedro e que tenho de as dizer (…) Era um homem honesto, simples, acessível, afável e divertido”, começou por revelar.

“Ao contrário de muitos tristes que andam por aí, armados em atores e apresentadores, mais interessados em sacar dinheiro com as festas, mentiras ou publicidade do que em trabalhar, o Pedro honrava a sua arte. Aceitou sempre dar-nos entrevistas (…) Nunca inventou desculpas por estar cansado, nunca nos desligou o telefone, como muitos tristes que conheço. Nunca nos disse para falarmos mais tarde e depois nunca mais nos atender, como muitos tristes que conheço. Nunca nos traiu”, continuou Paulo Abreu.

“Ao contrário de muitos tristes que andam por aí sempre felizes nas redes sociais, onde a vida é cor de rosa de segunda a domingo, assumiu que andava muito preocupado em agradar, a corresponder a expectativas”, revelou o jornalista, referindo-se a uma entrevista realizada há dois anos.

DEIXE A SUA OPINIÃO