João Moura deixou 18 cães da raça Galgo em estado de subnutrição extrema.

A petição online intitulada de “Condenação do cavaleiro João Moura” já foi assinada por mais de 25 mil pessoas.

Os peticionários pedem “às entidades/organizações competentes a revisão da decisão do Tribunal e a, consequente, penalização pelos atos cometidos aos 18 cães encontrados de João Moura. Ainda, devido a tal atrocidade, João Moura deveria ser suspendido de todos as atividades relacionadas à tauromaquia.”

A petição que pede a condenação de João Moura poderá ser assinada aqui.

O toureiro João Moura foi detido na passada quarta-feira devido a maus tratos a animais de companhia, nomeadamente dezoito cães da raça Galgo que se encontravam em condições extremas de subnutrição. A detenção foi feita pela Guarda Nacional Republicana, depois de várias denuncias de maus tratos as animais.

João Moura foi detido pelas autoridades na sua Herdade em Monforte, local onde foram retirados os animais, e colocado em liberdade após ter sido presente a tribunal, acabando por ser constituído arguido, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de termo de identidade e residência.

A Associação ANIMAL anunciou que se constituiu assistente do processo, assim como a SOS Animal. Dos dezoito animais retirados, um acabou por falecer. Foram distribuídos por um particular e duas instituições, uma delas sediada em Setúbal, o Cantinho do Milú.

DEIXE A SUA OPINIÃO