fbpx

IRA doa todo o dinheiro que tinha angariado para comprar carrinha à pequena Matilde

Matilde, a pequena de dois meses que precisa de quase dois milhões para sobreviver, está a conquistar o coração dos portugueses.

O Grupo de Intervenção e Resgate Animal (IRA) decidiu ajudar a pequena Matilde – a bebé que precisa de um milhão e setecentos mil euros para sobreviver. Todo o dinheiro que tinham angariado para a compra de uma carrinha foi doado para a causa solidária da bebé de dois meses. Este gesto gerou uma grande onda de elogios ao grupo de resgate animal nas redes sociais.

“Sabemos perfeitamente qual é a nossa missão, ANIMAIS. Mas conforme já constataram mais do que uma vez, também auxiliámos respetivos detentores (famílias ou individuais) cujas posses atingiam o limiar da pobreza extrema. Doámos roupas, dinheiro, comida e até nos disponibilizámos a assegurar todas as condições para o bem-estar dos animais a cargo dos detentores.

Não acreditamos em coincidências e, a poucos dias de eu próprio (o mete nojo) me tornar pai de uma menina, está a decorrer uma angariação para a aquisição de uma nova viatura. Se precisamos do carro novo? Precisamos. Se precisamos de estender o nosso raio de ação? Precisamos. Se a Matilde tem o mesmo tempo que nós para atingir o seu objetivo? Não tem”, começa por escrever o grupo IRA numa publicação feita na sua página de Facebook.

Antes desta decisão, o grupo questionou os seus seguidores sobre a doação do dinheiro que receberam das pessoas para a compra da carrinha. A sondagem realizada revelou que a preferência dos seguidores era maioritariamente em ajudar a pequena Matilde, somando 83% dos votos. No entanto, IRA decidiu devolver o dinheiro a todos aqueles que fizeram doações e não quiseram ver o seu dinheiro entregue a outra casa, subtraindo esses valores aos 6451 euros angariados.

“Respeitamos TOTALMENTE a decisão de quem se opõe à entrega dos fundos angariados para outro objetivo que não o da aquisição da viatura. Como tal indicado, daremos a possibilidade de poderem enviar a sua posição por email de forma a garantir o anonimato. Deverão inserir no assunto ‘Eu não aceito’, anexando o comprovativo da transferência com o montante doado até dia 30 de junho. Os montantes serão contabilizados e a quantia transferida para o caso da Matilde será a diferença após subtração do total respeitante aos Irados e Iradas que não concordaram. Estamos certos que, aquando nova angariação para a tão necessária viatura, poderemos contar novamente convosco e com mais apoiantes ainda”, concluem.




Artigos relacionados