fbpx

Homem que matou a mulher escreveu-lhe “amo-te” na barriga e deixou uma vela junto ao corpo

Homem de 39 anos, autor do crime, foi detido durante a madrugada desta segunda-feira. Vítima de 53 anos deixa três filhos.

Ester Cabral, uma mulher, com 53 anos de idade, foi assassinada pelo próprio marido durante a noite do passado domingo, no Jardim do Mar, na Calheta, Ilha da Madeira, na sequência de um episódio de violência doméstica.

O autor do crime, Ludgero Oliveira, de 39 anos, é natural de Câmara de Lobos e é residente do Caminho do Ilhéu. O homicida foi detido pelas autoridades poucas horas depois de ter cometido o crime. O casal estava casado há cerca de um ano.

O corpo da vítima foi encontrado com a palavra “amo-te” escrita na barriga e com uma vela acesa ao seu lado.

O homem, de 39 anos, passou a noite no Estabelecimento Prisional do Funchal, depois de ter sido detido pelas autoridades durante a madrugada. Será interrogado pela Polícia Judiciária ainda esta segunda-feira.

A vítima mortal, Ester Cabral, foi assassinada na residência onde vivia, deixa três filhos e um neto com apenas duas semanas de vida.

O tio da vítima já tinha aconselhado Ester a não viver com aquele homem, pois era vítima recorrente de violência doméstica e sofria muito pelas mãos do marido. Sabe-se ainda que o autor do crime consumia estupefacientes.




Artigos relacionados