fbpx

Homem mata a mulher à facada e fere amante, em Carrazeda de Ansiães

Agressor encontrou a companheira num automóvel com outro homem e tirou-lhe a vida.

Maria Albertina Lopes, 44 anos, perdeu a vida esta sexta-feira, pelas mãos do próprio marido, em Carrazeda de Ansiães.

O suspeito, desconfiado, terá perseguido a mulher e encontrou-a num local ermo dentro de uma viatura com outro homem, num encontro extraconjugal – o alegado amante foi atingido com um golpe de catana. Maria Albertina é a 30ª vítima de violência doméstica este ano em Portugal

O crime aconteceu num acesso em terra batida junto à estrada municipal que liga Carrazeda de Ansiães à localidade de Samorinha, nas imediações do Santuário de Nossa Senhora da Graça.

A mulher estava no interior de uma carrinha de mercadorias com o suposto amante, de 40 anos, natural da zona de Coimbra, quando os dois foram surpreendidos por Abel Lopes, de 54 anos. Saíram da viatura e fugiram, mas o agressor depressa os alcançou.

Apanhou primeiro o homem, que feriu com um golpe de catana e perseguiu, de seguida, a mulher. Viria a alcançá-la já perto da aldeia. Deferiu-lhe vários golpes com uma faca e atingiu-a com uma pedra na cabeça.

O alerta foi dado por uma popular que assistiu ao crime. Quando os meios de socorro chegaram, Maria Albertina estava em paragem cardiorrespiratória, com golpes de faca na zona do tórax e pescoço.

Abel Lopes foi detido no local pela GNR e mostrou-se de imediato arrependido, afirmando que “destruiu a vida”.

O casal, que tinha dois filhos – um rapaz de 18 anos e uma rapariga de 22 – vivia no centro de Carrazeda de Ansiães.

A vítima mortal explorava um restaurante com a filha no centro da vila transmontana, negócio que tinham aberto há dois meses. O suspeito trabalha como trolha. Será este sábado presente a tribunal.




Artigos relacionados