fbpx

França regista a temperatura mais alta de sempre. Termómetros passaram os 45 graus

Cerca de quatro mil escolas foram encerradas por precaução na Europa, devido a uma onda de calor com temperaturas extremas.

Foi registado, esta sexta-feira, a temperatura mais alta de sempre na França, devido à vaga de calor intenso que atingiu a Europa esta semana. Antes das 3 horas da tarde em Villevielle, no sul de França, os termómetros registaram 45.1 graus Celsius.

Esta temperatura é um grau mais alto do que o recorde atingido anteriormente em 2003, recorda o Météo-France – serviço francês de meteorologia ao Le Parisien.

Para evitarem que se repitam as consequências trágicas desta última onda de calor, onde cerca de 14 mil pessoas perderam a vida, as autoridades têm tomado várias medidas radicais, como criar salas de arrefecimento em edifícios municipais e sprays de água instalados nas ruas de Paris.

Outro dos exemplos foi o encerramento de quatro mil escolas. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, Édouard Phillipe, que referiu ter sido permitido a “diretores de escolas e autarcas que adotassem medidas de encerramentos escolares caso considerassem ser o mais adequado” e que caso não fechem portas “vão providenciar uma correta e urgente adaptação para dar resposta às famílias”.

A Europa tem-se debatido com esta onda de calor, que não chegou a Portugal, toda a semana, com a Alemanha, Polónia e a República Checa a baterem também recordes das temperaturas mais altas sentidas no mês de junho, na passada quarta-feira. Já há registo de várias vítimas mortais, nos diferentes países, resultantes de golpes de calor.




Artigos relacionados