fbpx

Fogo em Beja mata enfermeiro e deixa 15 pessoas desalojadas

Um violento incêndio que decorreu num prédio de três andares tirou a vida a um homem de 36 anos, e deixou ainda 15 outras pessoas desalojadas.

O fogo ocorreu na Rua de Lisboa, a artéria que faz a ligação do centro histórico da cidade, para a saída em direção a Lisboa.

A vítima mortal é André Rebelo, um enfermeiro com 36 anos que residia sozinho, num apartamento arrendado, no primeiro andar. O homem era natural de Braga e trabalhava há pouco tempo no Estabelecimento Prisional de Beja como enfermeiro.

Um bombeiro de 28 anos, e um casal, um homem de 25 e uma mulher de 29, foram transportados para o Hospital de Beja, devido à inalação de fumos.

O alerta foi dado pelas 05h55, e o incêndio aconteceu no edifício conhecido como “Apartamentos Lara”.

Ainda estão por serem apuradas as causas deste incêndio, no entanto, quando os bombeiros entraram no apartamento onde as chamas começaram, encontraram um corpo totalmente carbonizado.

Sobre o prédio, Pedro Barahona, comandante dos Bombeiros de Beja, disse que “a estrutura do prédio foi muito atingida e deve ficar inabitável. Vai ser feita uma vistoria”.

Para o local do incêndio deslocaram-se operacionais dos bombeiros de Beja, PSP, VMER de Beja Proteção Civil Nacional e Municipal.




Artigos relacionados