fbpx

Estado vai assumir despesa do tratamento “milagroso” da bebé Matilde

Com a ajuda da enorme corrente de solidariedade que se difundiu entre os portugueses, os pais de Matilde, conseguiram angariar os dois milhões de euros necessários a aquisição do tratamento que lhe pode salvar a vida. No entanto, o Estado vai agora assumir a despesa.

A informação foi avançada pela revista Visão que afirma que o ministério da Saúde, o Hospital de Santa Maria e o Infarmed estão a colaborar para encontrar uma solução para a criança receber o tratamento em Portugal.

A despesa com o medicamento Zolgensma, que custa quase dois milhões de euros, será por conta do Estado português.

A farmacêutica Novartis já foi contactada para esclarecer quanto tempo necessita para colocar o medicamento em Portugal.

Durante a tarde de ontem decorreu uma reunião na Infarmed para se afinarem os últimos detalhes.

Em uma ou duas semanas Matilde poderá estar a receber o tratamento no âmbito do Serviço Nacional de Saúde. Antes o Infarmed terá de aprovar a administração do medicamento e o hospital e o próprio serviço onde o tratamento será feito terão de ser certificados.




Artigos relacionados