Várias escolas chinesas já estão a cancelar os testes físicos aos alunos.

Duas crianças perderam a vida depois de entrarem em colapso durante uma aula de educação física, em que usavam máscaras de proteção. As duas mortes aconteceram com seis dias de diferença, na China.

As vítimas da mesma idade, dois rapazes de 14 anos, entraram em colapso durante uma prova de corrida. A primeira morte aconteceu a 24 de abril, alguns minutos depois da aula se ter iniciado. Encontrava-se a correr com máscara quando desmaiou e bateu com a cabeça do chão, na Caiyuan Middle Shcool, na província chinesa Henan.

A autópsia revelou que na causa de morte está uma paragem cardíaca. No entanto, o pai do jovem acredita que o uso de máscara poderá estar relacionado com o óbito.

A segunda morte aconteceu seis dias depois do primeiro incidente, numa escola em Changsha. Um outro jovem que usava uma máscara N95 desmaiou durante uma prova de corrida de mil metros e faleceu no local.

Apesar das mortes dos dois jovens que usavam máscara enquanto corriam, um professor de Medicina Chinesa da Universidade de Xianxim afirma que é pouco provável que a máscara esteja na origem das mortes. No entanto, e ainda sem provas concretas, várias escolas nas regiões de Tianjin e Xangai decidiram cancelar os testes físicos.

DEIXE A SUA OPINIÃO