Irmã de Vítor Godinho, o jovem atleta que faleceu este domingo, esteve em direto na emissão de rádio da estação do concelho e Ovar e revelou vários pormenores sobre a morte do seu irmão.

Faleceu este domingo um jovem de 14 anos no Hospital de S. Sebastião, em Santa Maria da Feira. A DGS confirmou que o jovem paciente estava infetado com Covid-19, no entanto, foi referido que o menor tinha “outras doenças associadas”.

A irmã do jovem atleta, que integrava uma equipa de futsal pertencente à Associação de Futebol de Aveiro, esteve em direto na emissão da Rádio AV FM, do concelho de Ovar, e contou como tudo se passou com Vítor Godinho.

Kátia Bastos revela que o irmão entrou no Hospital de Santa Maria da Feira com meningite e que terá sido essa a causa do seu falecimento, segundo as informações que a equipa médica deu à mãe do rapaz. No entanto, toda a imprensa dava conta que o jovem teria morrido devido ao novo coronavírus.

A informação diferente daquela que tinha sido dada no hospital deixou a família confusa em relação ao caso e a mesma terá pedido esclarecimentos ao diretor do hospital, que por sua vez garantiu que não tinha passado a informação de que o jovem teria morrido devido ao Covid-19.

Kátia revela que o seu irmão tinha muita febre, vomitou várias vezes, estava muito pálido e corporalmente frágil, não conseguindo realizar grandes movimentos. A jovem acrescentou ainda que Vítor não teve sintomas de tosse ou falta de ar, refere apenas que o irmão “tinha uma respiração um bocadinho alterada, mas quando chegaram os bombeiros e lhe deram oxigénio ele acalmou”, sendo que pouco tempo depois, já sem recurso à garrafa de oxigénio, a respiração do jovem normalizou.

Os sintomas que o jovem teve antes do seu falecimento, revelados pela sua irmã, são de facto aqueles apresentados num quadro de meningite.

Veja a entrevista completa:

DEIXE A SUA OPINIÃO