Diogo Carmona foi condenado esta segunda-feira pelo Tribunal de Cascais a quatro anos de pena suspensa.

O jovem ator, de 23 anos, já reagiu à sentença que lhe foi atribuída esta segunda-feira no Tribunal de Cascais, na sequência de vários episódios de violência doméstica contra a mãe e a avó materna que na altura lutava contra um cancro da mama.

À saída do Tribunal de Cascais, o jovem de 23 anos não quis falar com os jornalistas, no entanto, revelou à revista Maria que acima de tudo, a ordem, a progressão, a bondade, são valores que estima e vai “continuar a bater na mesma tecla”.

“Estou a escrever um livro autobiográfico, onde vou retratar a minha vida toda”, revelou o jovem artista.

O advogado de Diogo Carmona ficou surpreso perante a decisão do tribunal e anteviu que o jovem iria recorrer da sentença. Mais tarde, Diogo referiu na rede social Instagram: “Eu e o meu advogado vamos recorrer. Não falo mais sobre isto”.

Apesar de tudo, a mãe de Diogo Carmona sente-se abalada com toda a situação e, em entrevista a Manuel Luís Goucha, no programa da TVI “Você na TV”, garante que sente amor pelo filho e que não quer ver na prisão.

“O meu filho não é um criminoso. Agrediu-me, agrediu a minha mãe, ameaçou-nos de morte. Não digo isto com leveza, mas o meu desgaste já é tão grande, que neste momento as coisas já estão mais longe”, revelou a mãe num vídeo divulgado por Manuel Luís Goucha nas redes sociais.

DEIXE A SUA OPINIÃO