O primeiro-ministro, António Costa, anunciou esta quarta-feira novas medidas para travar o crescente número diário de contágios por Covid-19.

Isto significa que Portugal irá voltar ao estado de calamidade a partir das 24 horas desta quarta-feira com novas medidas mais restritas.

Entre as medidas encontram-se os eventos de natureza familiar, como casamentos e batizados, que sejam marcados a partir de hoje, estes só podem ser realizados com um máximo de 50 participantes.

Quanto aos festejos académicos e atividades de carácter não letivo ou científico nas universidades e politécnicos, estes estão proibidos e os ajuntamentos estarão limitados a cinco pessoas na via pública, limitação que também se estende a espaços comerciais e restauração.

Serão ainda reforçadas as equipas de segurança da ASAE que vão fiscalizar as regras quer na via pública quer nos estabelecimentos de restauração e haverá ainda um reforço das coimas até 10 mil euros às pessoas coletivas (estabelecimentos comerciais e restauração) que não assegurem o cumprimento das regras.

Na via pública passa a ser recomendado a utilização de máscara sempre que haja outras pessoas ao redor e a utilização da aplicação no telemóvel Stayaway Covid.

Vai ainda entrar uma proposta na Assembleia da República que solicita a imposição da obrigatoriedade do uso de máscara na via pública e também da utilização da app em contexto laboral, escolar e académico, nas Forças Armadas e Forças de Segurança e no conjunto da Administração Pública.