fbpx

Danos irreversíveis: as consequências que Ângelo irá enfrentar após os tratamentos

Mesmo que Ângelo consiga evitar perder a sua perna, onde começou a infeção e que ameaçou a sua vida, o ator de 31 anos poderá ficar com danos irreversíveis e ter que passar a usar muletas para conseguir deslocar-se.

Sílvia Saraiva, médica endocrinologista, explicou à CMTV que “Depende sempre da quantidade de músculo perdido, mas será sempre uma perna muito pouco funcional”.

Sílvia revela ainda que o incidente poderá deixar mazelas psicológicas no ator de 31 anos.

“Vai ter consequências graves para sempre, a todos os níveis. Vai ser muito complicado refazer-se de tudo o que passou, sabendo que há também um sentimento de culpa”.

Recorde-se que na tarde de segunda-feira, Ângelo Rodrigues iniciou uma nova sessão do tratamento em câmara hiperbárica, no Hospital das Forças Armadas, no Lumiar, Lisboa.

As sessões na câmara hiperbárica, pretendem ajudar o ator a sair do prognóstico reservado em que se encontra. Foi submetido a três cirurgias, transfusões de sangue e esteve em coma induzido até à passada sexta-feira.




Artigos relacionados