Apresentadora deixou comunicado e afirma que os 20 milhões de euros exigidos pela SIC não têm fundamento.

Depois de ter sido noticiado que o canal de Paço de Arcos deu 15 dias a Cristina Ferreira para pagar um montante de 20 milhões de euros de indemnização – devido à quebra de contrato por parte da apresentadora -, a estrela televisão portuguesa já mostrou o seu desagrado e indignação perante a situação.

“Confirmo que a SIC me interpelou ao pagamento de uma indemnização por lucros cessantes no valor de cerca de 20 milhões de euros. Sobre esta matéria gostaria apenas de esclarecer que a referida quantia não tem qualquer fundamento ou base contratual”, explica Cristina Ferreira, que afirma não pagar o montante em causa que não tem medo do processo judicial com o canal.

“Refuto em absoluto a pretensão daquela entidade, estando disposta a assegurar e defender os meus interesses até às últimas instâncias”, acrescenta ainda.

“Não posso deixar de registar a minha surpresa pela posição agora assumida por uma estação que tem assente a sua comunicação numa estratégia de funcionamento em equipa e liderança de audiências, nunca assente numa só pessoa”, disse ainda a apresentadora, após o canal lhe atribuir culpa pela fracasso de audiências e quebra de receitas em publicidades.

Relembre-se que quando a apresentadora abandonou a SIC, Daniel Oliveira, o Diretor Geral de Entretenimento e de Programas do canal, desvalorizou a perda.

“A Cristina teve um papel muito importante neste projeto e estratégia, que nunca foi assente, como tive oportunidade de sublinhar várias vezes, numa só pessoa. Só quem não conhece a força e talento dos profissionais da SIC ou não sabe como funciona uma estação pode pôr isso em causa”, afirmou em comunicado Daniel Oliveira.

DEIXE A SUA OPINIÃO