Chuva já provocou várias inundações

Portugal continental encontra-se sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima, chuva e ventos fortes, e ainda devido à possibilidade de queda de neve.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou os 18 distritos do continente sob aviso amarelo (até às 21 horas de hoje) devido à previsão de períodos de chuva por vezes forte e persistente, tendo também sido emitido um aviso para toda a costa portuguesa, devido à agitação marítima (até às 12:00 de terça-feira).

A queda de neve deixou ainda os distritos de Bragança, Viseu, Guarda, Vila Real, Viana do Castelo, Braga e Castelo Branco em aviso amarelo. Está prevista a queda de neve acima dos 1400/1600 metros, que irá descer gradualmente para os 800/100 metros.

Sob aviso amarelo estão ainda os distritos de Viseu, Évora, Guarda, Faro, Beja, Castelo Branco, Coimbra e Portalegre por causa do vento forte com rajadas até aos 80 quilómetros por hora, entre as 09 e as 18 horas desta segunda-feira.

O aviso amarelo é o segundo menos grave de uma escala de quatro e é emitido quando as condições meteorológicas representam um “risco para determinadas actividades”.

Está previsto um melhoramento do tempo na tarde de segunda-feira e na terça-feira, contudo, deverá agravar-se novamente na quarta-feira até ao final da semana. A depressão “Daniel” está associada a uma ondulação da superfície frontal fria que atravessa o território do continente.

A Proteção Civil também deixou alertas para o piso escorregadio e a existência de possíveis lençóis de água e gelo, com possibilidade de inundações rápidas em meio urbano.

Poderão ainda existir quedas de ramos ou árvores devido aos ventos fortes, principalmente na zona costeira, sendo que não é aconselhável o estacionamento de viaturas nestas zonas.

A ANEPC informa que, “o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados”.