fbpx

Bombeiros retidos pela GNR durante Operação STOP por causa do autocarro ser velho

“Até quando é que os bombeiros continuarão a ser desrespeitados?”

Um autocarro que transportava um grupo de bombeiros, que esteve no combate às chamas de Vila de Rei e Mação, ficou retido pela GNR nas portagens de Alverca.

O Grupo de Reforço para Incêndios Florestais (GRIF) de Setúbal, constituído por vários bombeiros de corporações daquele distrito foi mandado parar quando fazia o regresso a casa, na A1, no sentido Norte – Sul.

O autocarro requisitado pela Câmara Municipal do Barreiro, foi travado numa operação STOP da GNR.

As autoridades detetaram diversas anomalias no veículo tendo retido o mesmo durante cerca de uma hora.

Vários relatos nas redes sociais indicam que os bombeiros tinham estado entre 24 a 48 horas no combate aos fogos e que todos estavam sem comer há várias horas.

“É inadmissível que a Câmara do Barreiro mande um autocarro destes para fazer a rendição só porque os bombeiros vêm sujos e muito cansados e sem jantar”, pode ler-se numa mensagem divulgada pela Página “Diário de Um Bombeiro”.




Artigos relacionados