fbpx

Bombeira de 18 anos perde a vida após queda fatal

Uma jovem de 18 anos perdeu a vida ao final da tarde de terça-feira, vítima de uma queda nas Sete Lagoas, na freguesia de Cabril, concelho de Montalegre, em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês.

Elisa Afonso tinha 18 anos, residia em Montalegre, e integrava um estágio nos bombeiros. Em setembro iria ingressar no 12º ano de um curso profissional da Escola Secundária Bento da Cruz.

Apesar dos esforços dos profissionais de socorro para reverter a paragem cardiorrespiratória da jovem, o óbito acabou por ser declarado no local.

Elisa encontrava-se a passar a tarde com um casal de imigrantes, amigo da família, que tem uma filha da mesma idade. A jovem terá escorregado e caído para dentro de água, batendo com a cabeça numa pedra.

“Só a autópsia determinará a causa da morte, se foi queda ou afogamento, mas havia marcas evidentes de traumatismo”, revelou ao Correio da Manhã Hernâni Carvalho, comandante dos Bombeiros Voluntários de Salto.

Os primeiros a socorrer a vítima foram quatro enfermeiros, que ali se encontravam em lazer, e que realizaram as primeiras manobras de reanimação. O INEM prosseguiu as manobras, contudo, sem sucesso.

Hernâni Carvalho, comandante dos bombeiros de Salto, realça o facto de o socorro, devido aos acessos, ter demorado mais de uma hora. “Está na hora de se olhar de forma séria para o socorro no Gerês, como ocorreu na serra da Estrela”, alerta o responsável.

Elisa Afonso era estagiária nos bombeiros e, de acordo com uma nota do presidente da Câmara de Montalegre, “uma jovem com uma conduta social exemplar”.




Artigos relacionados