Uma mãe de coração partido revelou a maneira com que perdeu o filho nos seus braços depois de contrair a doença rara ligada ao Covid-19, avança o jornal britânico Mirror.

Acredita-se que Alexander Parsons, de oito meses de idade, seja a vítima mais jovem da doença de Kawasaki, uma doença que inflama os vasos sanguíneos.

Um dos principais pediatras, presidente do Colégio Real de Pediatria e Saúde Infantil, Russell Viner, estava tão preocupado que escreveu ao NHS (serviço nacional de saúde britânico), sobre o perigo, a 25 de abril – o dia em que Alex morreu.

Acredita-se que a doença possa ter sido desencadeada devido a uma reação ao coronavírus. Os médicos deram à condição mortal um novo nome, PIMS-TS, na luta contra o Covid-19.

Alex não tinha condições de saúde subjacentes e foi fotografado a sorrir e a brincar apenas duas horas antes de sofrer um aneurisma.

A mãe, Kathryn Rowlands, 29 anos, disse devastada: “Não acredito que o carreguei dentro de mim por mais tempo do que ele esteve vivo. Nunca mais estarei inteira de novo”.

“E mais pais estarão na mesma posição inimaginável, a menos que o governo comece a ouvir os conselhos dos cientistas e pare de jogar com a vida das pessoas.” desabafou a mulher.

“Os profissionais de saúde que lutaram para tentar salvar Alex foram incríveis, mas talvez se tivessem mais conhecimento sobre a associação do Covid-19 com o Kawasaki, eles poderiam ter feito mais.”

DEIXE A SUA OPINIÃO